Dúvidas comuns

Cirurgia Bariátrica Laparoscópica

A Cirurgia Laparoscópica reduz o risco?
Não. As cirurgias laparoscópicas oferecem o mesmo risco que o procedimento realizado em uma cirurgia aberta. Os benefícios das cirurgias laparoscópicas normalmente são: menos desconforto, internação hospitalar mais curta, retorno prévio ao trabalho e redução de cicatrizes.

Sentirei muita dor?
São feitas todas tentativas para controlar a dor após a cirurgia, para possibilitar que você se movimente rapidamente e fique ativo. Isso ajuda a evitar problemas e acelera a recuperação. Em geral, muitos medicamentos são usados em conjunto, para ajudar a suavizar sua dor pós-cirurgia. Enquanto ainda estiver no hospital, uma Analgesia Controlada pelo Paciente (PCA) pode ser usada pelo médico, permitindo que você mesmo aplique uma dose de medicamento para dor, conforme necessário. Há vários métodos de controle da dor disponíveis, dependendo do tipo de seu procedimento cirúrgico. Pergunte a seu cirurgião sobre outras opções de tratamento da dor.

Quanto tempo tenho de permanecer no hospital?
O tempo necessário para ser auto-suficiente. Embora possa variar, a hospitalização (incluindo o dia da cirurgia) pode ser 1-2 dias para uma banda laparoscópica, de 2 a 3 dias para uma gastroplastia laparoscópica com derivação e de 5 a 7 dias para uma derivação gástrica pela técnica aberta.

O médico colocará um dreno, após a cirurgia laparoscópica?
os pacientes usarão um pequeno tubo para permitir a drenagem de quaisquer fluidos acumulados do abdômen. Essa é uma medida de segurança e esse tubo geralmente é removido em alguns dias, após a cirurgia de obesidade. Em geral, ele produz o mínimo de desconforto.

Se eu me submeter a uma Cirurgia Bariátrica Laparoscópica, o que posso esperar ao acordar no quarto de recuperação?
Alguns médicos fornecerão uma Analgesia Controlada pelo Paciente (PCA) ou sistema de tratamento da dor, para ajudar no controle da dor. Outros preferem usar uma bomba de infusão, que fornece uma anestesia local no sítio cirúrgico, para controlar a dor sem os efeitos colaterais dos narcóticos. Como em qualquer outra grande cirurgia, você está sob perigo de morte por um coágulo sanguíneo ou outros efeitos colaterais cirúrgicos. Estatisticamente, o risco de morte durante esses procedimentos é menor que 1 %. Seus médicos avaliarão você quanto aos riscos e o prepararão adequadamente.
Todas as cirurgias abdominais oferecem riscos de hemorragia, infecção na incisão, tromboflebite dos membros inferiores (coágulos sanguíneos), problemas no pulmão (pneumonia, embolias pulmonares), derrames ou ataques cardíacos, complicações anestésicas e bloqueio ou obstrução do intestino. Esses riscos são maiores nos paciente morbidamente obesos.

Quando poderei andar?
Quase imediatamente após a cirurgia, os médicos pedirão que você se levante e dê uma volta. Os pacientes são incentivados a andar ou ficar em pé ao lado do leito, na noite da cirurgia, dar várias voltinhas no dia seguinte e assim por diante. Na saída do hospital, você conseguirá cuidar de todas as suas necessidades pessoais, mas precisará de ajuda para ir às compras, levantar e se transportar.

Em quanto tempo poderei dirigir?
Para sua própria segurança, você não deve dirigir até ter parado de tomar os medicamento narcóticos e conseguir se mover de maneira rápida e atenta o suficiente para parar seu carro, em especial no caso de uma emergência. Em geral, levam de 20 a 30 dias.


 
 

Rua Catequese, 433 - Bairro Jardim -Santo André - SP - CEP: 09090-400
Fone: (11) 2842-2222

Site desenvolvido dentro dos padrões WEB - Tableless
Copyright - Grupo Ana Rosa Ltda. - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024 X 768