Sala de Imprensa

Internet

Comprimido leva chip ao interior do organismo

Fotos do interior do corpo humano eram, até bem pouco tempo atrás, apenas efeitos de filmes de ficção. Agora, além de reais, são nítidas e permitem o diagnóstico de doenças ou sangramentos, por exemplo, antes somente possíveis de se obter por meio da realização de inúmeros exames e até de cirurgias. Desenvolvida por técnicos israelenses, a cápsula endoscópica surgiu em 2000 e tornou-se desde então o mais moderno exame de precisão do mundo para a identificação de doenças do aparelho digestório. Trata-se de uma cápsula de vídeo do tamanho de uma pílula de vitamina (aproximadamente 1 centímetro de comprimento por 8 milímetros de largura), como um endoscópio, com câmera e fonte de iluminação próprias, à prova d´água e resistente a mordidas e ao meio ácido. Ingerida, a cápsula demora em média 8 horas para percorrer o interior do organismo até ser expelida naturalmente. Nesse tempo são produzidas mais de 50 mil imagens, que são captadas por meio de sensores e enviadas para um gravador colocado na cintura do paciente. Depois, elas são descarregadas num computador, que gera um filme digital de 8 horas em média para análise do médico, por meio de um vídeo-monitor. A cápsula endoscópica é um método diagnóstico não-invasivo, indolor e que permite um exame completo de todo o tubo digestivo, em especial do intestino delgado, local até hoje de difícil visualização pelos exames convencionais. “A cápsula é indicada principalmente para o diagnóstico de doenças inflamatórias intestinais (Crohn, por exemplo), sangramentos digestivos de origem obscura, anemia crônica e tumores intestinais benignos e malignos em que, na maioria dos casos, outros procedimentos freqüentemente não alcançaram os resultados esperados”, explica o dr. Ronaldo B. Oliveira, médico gastroenterologista da Clínica Ana Rosa, de Santo André, cidade do Grande ABC paulista, a segunda empresa no Brasil a adquirir a cápsula endoscópica. Hoje, além da Clínica Ana Rosa, somente outros três grandes hospitais da capital possuem a tecnologia no Estado de São Paulo. Curiosidades sobre a cápsula endoscópica: Denominação técnica: M2A Capsule Fabricante: Given Imaging (Israel) Duração da bateria: de 6 a 8 horas Peso: 3,45 gramas Hardwares: Custom Workstation e Inkjet color printer Software: Rapid (proprietário) Exportação de dados: Jpeg, AVI Movies, HTML Reports Video viewing rate: 1-25 fps Fonte: Assessoria de imprensa 1 – Óptica 2 e 3 – Conjuntos de lentes 4 – “Leds” de iluminação – Luzes 5 – Condutor de imagem 6 – Baterias 7 – Transmissor 8 – Antena Imagem: Divulgação.

[ Voltar ]

 
 

Rua Catequese, 433 - Bairro Jardim -Santo André - SP - CEP: 09090-400
Fone: (11) 2842-2222

Site desenvolvido dentro dos padrões WEB - Tableless
Copyright - Grupo Ana Rosa Ltda. - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024 X 768