Notícia

Novidade no exame para o aparelho digestivo

Clinica Médica é a primeira a trazer o exame da Cápsula Endoscópica para o ABC Recentemente disponível no Brasil, o exame de Cápsula Endoscópica, é a mais avançada tecnologia não evasiva e indolor utilizada no diagnóstico de doenças do aparelho digestivo. O gastroenterologista Dr. Ronaldo de Oliveira, médico do Grupo Ana Rosa explicou como funciona o novo método. Baseada nas ações de guerra onde eram utilizados microchips para poder espionar o oponente; nos anos 90, a israelense Given Imaging desenvolveu um protótipo que revolucionou os tratamentos gástricos. Por meio da ingestão de uma cápsula de vídeo em um comprimido de 1 centímetro de comprimento, por 8 milímetros de largura, do tamanho de uma pílula de vitamina, com um endoscópio acoplado, pode diagnosticar com maior precisão doenças como: hemorragia digestiva Oculta, doença de de crohn, tumores intestinais benignos e malignos, enteropatia por AINE, enteropatias secundárias, doenças sistêmicas entre outras. Assim, podendo obter informações detalhadas, o exame permite uma melhor visualização das três porções do intestino delgado (duodeno, jejuno e íleo). “A cápsula de vídeo viaja no aparelho digestivo, e produz mais de 50 mil imagens projetadas e enviadas para um gravador de informações colocado na cintura do paciente. Em aproximadamente 8 horas, estas imagens são visualizadas em um vídeo-monitor e analisadas por um especialista. Ao término do tratamento a cápsula é expelida naturalmente pelas fezes, sem desconforto algum”, disse o médico. Segundo Oliveira o procedimento mais comum para fazer o exame não é tão eficaz. “O usual é o paciente é tomar o contraste e fazer o raio-x, porém, neste tipo de exame não se vê detalhes, temos uma noção mais de anatomia. Este novo método consegue diagnosticar ou acompanhar mais precisamente o local e a situação do problemas. Antes muita gente morria de problemas nesses órgãos e só se sabia o motivo da morte após a autópsia, com esse novo método isso tende a diminuir”. Segundo o médico este tipo de exame pode ser feito a partir de qualquer idade, mas geralmente é a partir dos 50 anos que doenças nesses órgãos são mais comuns. Oliveira ainda explicou que para diagnóstico de doenças no estômago não é muito recomendado. “Apesar da endoscopia ser desconfortável para muitas pessoas, este exame não substitui este método porque na endoscopia é retirado um pedaço do estômago para fazer a biópsia”. O médico explicou que a empresa foi a segunda a trazer a cápsula para o Brasil, e a primeira no ABC a utilizar o tratamento inovador, servindo assim como base para muitas outras clínicas médicas e informou que cerca de 70 mil pessoas no mundo já fizeram este tipo de exame. 18/07/2009

[ Voltar ]

 
 

Rua Catequese, 433 - Bairro Jardim -Santo André - SP - CEP: 09090-400
Fone: (11) 2842-2222

Site desenvolvido dentro dos padrões WEB - Tableless
Copyright - Grupo Ana Rosa Ltda. - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024 X 768