Notícia

Medicina high tech:

• Cápsula endoscópica é ingerida pelo paciente e um chip contido nela produz mais de 50 mil fotos, com nitidez, da boca ao intestino delgado
• Tecnologia evita cirurgias, permite diagnosticar doenças e sangramentos do sistema digestório e é o único meio eficaz de identificação da Doença de Crohn em intestino delgado
• No País, poucos centros médicos dispõem da tecnologia; no Estado de São Paulo, somente quatro realizam exames com a cápsula endoscópica Julho de 2004 – Fotos do interior do corpo humano eram, até bem pouco tempo atrás, apenas efeitos de filmes de ficção. Agora, além de reais, são nítidas e permitem o diagnóstico de doenças ou sangramentos, por exemplo, antes somente possíveis de se obter por meio da realização de inúmeros exames e até de cirurgias. Desenvolvida por técnicos israelenses, a cápsula endoscópica surgiu em 2000 e tornou-se desde então o mais moderno exame de precisão do mundo para a identificação de doenças do aparelho digestório. Trata-se de uma cápsula de vídeo do tamanho de uma pílula de vitamina (aproximadamente 1 centímetro de comprimento por 8 milímetros de largura), como um endoscópio, com câmera e fonte de iluminação próprias, à prova d´água e resistente a mordidas e ao meio ácido. Ingerida, a cápsula demora em média 8 horas para percorrer o interior do organismo até ser expelida naturalmente. Nesse tempo são produzidas mais de 50 mil imagens, que são captadas por meio de sensores e enviadas para um gravador colocado na cintura do paciente. Depois, elas são descarregadas num computador, que gera um filme digital de 8 horas em média para análise do médico, por meio de um vídeo-monitor. A cápsula endoscópica é um método diagnóstico não-invasivo, indolor e que permite um exame completo de todo o tubo digestivo, em especial do intestino delgado, local até hoje de difícil visualização pelos exames convencionais. “A cápsula é indicada principalmente para o diagnóstico de doenças inflamatórias intestinais (Crohn, por exemplo), sangramentos digestivos de origem obscura, anemia crônica e tumores intestinais benignos e malignos em que, na maioria dos casos, outros procedimentos freqüentemente não alcançaram os resultados esperados”, explica o dr. Ronaldo B. Oliveira, médico gastroenterologista da Clínica Ana Rosa, de Santo André, cidade do Grande ABC paulista, a segunda empresa no Brasil a adquirir a cápsula endoscópica. Hoje, além da Clínica Ana Rosa, somente outros três grandes hospitais da capital possuem a tecnologia no Estado de São Paulo. Curiosidades sobre a cápsula endoscópica: - Denominação técnica: M2A Capsule - Fabricante: Given Imaging (Israel) - Duração da bateria: de 6 a 8 horas - Peso: 3,45 gramas - Hardwares: Custom Workstation e Inkjet color printer - Software: Rapid (proprietário) - Exportação de dados: Jpeg, AVI Movies, HTML Reports - Video viewing rate: 1-25 fps O dr. Ronaldo B. Oliveira, médico gastroenterologista da Clínica Ana Rosa, está à disposição da imprensa para falar sobre a cápsula endoscópica. Para agendar entrevistas, entre em contato com Cícero Vieira, da Versátil Comunicação, pelo telefone (11) 6191-0232 ou e-mail: cicero@versatilcomunicação.com.br. SOBRE A CLÍNICA ANA ROSA Fundada em 1975, a Clínica Médica Ana Rosa tem três unidades localizadas nos Bairros Jardim e Vila Helena, na cidade de Santo André, na região do Grande ABC paulista, e mais de 200 funcionários, incluindo mais de 70 médicos, todos com títulos de especialista ou mestrado. Oferece atendimento em mais de 30 especialidades, entre elas, acupuntura, alergologia, cardiologia, dermatologia, endocrinologia, geriatria, ginecologia, neurologia, nutrição, pediatria e pneumologia. Também realiza diversos tipos de cirurgias, entre elas a de obesidade mórbida por vídeolaparoscopia, realizada centenas de vezes com sucesso. A Clínica Ana Rosa possui centro de diagnóstico próprio para a realização de mais de 30 tipos de exames, dos mais comuns – análises clínicas, raios X, eletrocardiograma e mamografia, entre outros – até os mais avançados como cápsula endoscópica, dilatação esofágica com balão pneumático, ecocardiografia uni e bidimensional e doppler, PHMetria esofágica, ultra-sonografia geral e tridimensional (3D) e ultra-som morfológico. Pelos equipamentos de última geração para diagnósticos que dispõe, a Clínica Ana Rosa tornouse reconhecida pelos pacientes e pela comunidade médica, classificando-se entre as mais avançadas clínicas e hospitais do Grande ABC e comparada com os melhores centros médicos e hospitalares da capital paulista. Também tem como diferencial o pioneirismo. Foi a primeira empresa na região do ABC paulista a adquirir os equipamentos Digitrapper PH 400 e polígrafo computadorizado de 8 canais, da Meditronic-Synectics, para exames de pHmetria (monitora durante 24 horas, por meio de um gravador digital, o refluxo gastro-esofágico), manometria esofágica e ano-retal, e a segunda no Brasil a oferecer a cápsula endoscópica, o mais moderno exame de precisão do mundo para diagnosticar doenças do aparelho digestório.

Fonte: http://www.gastroabc.com.br

[ Voltar ]

 
 

Rua Catequese, 433 - Bairro Jardim -Santo André - SP - CEP: 09090-400
Fone: (11) 2842-2222

Site desenvolvido dentro dos padrões WEB - Tableless
Copyright - Grupo Ana Rosa Ltda. - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024 X 768